Blog do @_ricardo

Cinema, economia, música e atualidades convergem aqui

Posts Tagged ‘trilha

Os melhores filmes do ano de 2011

leave a comment »

Quem acompanha cinema sabe que o ano para a indústria cinematográfica não acaba dia 31 de dezembro e sim no domingo do Oscar. Isso se deve ao fato das produções terem datas agendadas para estreia no cinema de acordo com a data do prêmio, para estarem ainda na memória recente dos votantes. Obviamente, um filme de maio ou julho pode concorrer ao Oscar, mas os gastos na campanha publicitária do mesmo serão bem maiores, pois além de mostrar aos votantes que o filme (assim como os atores, roteiristas, …) está aí para receber a indicação será preciso relembra-los de por quê mesmo aquele filme merecia o voto dele.

Feita essa introdução, assim eu justifico a minha lista de melhores do ano que sai só agora e, compreende os filmes que são elegíveis ao Oscar 2012, ou seja, que tiveram lançamento (nos EUA) entre fevereiro de 2011 e fevereiro de 2012.

O ano de 2011 foi estranho para o cinema: foi um ano de escassez de grandes atuações femininas (como protagonistas) e sobraram grandes interpretações masculinas. Ficou difícil para escolher, ora por falta de opções para as atrizes ora por abundância (atores). Além disso, 2011 foi um ano de excelentes trilhas sonoras: Drive, Contágio, Cavalo de Guerra, A Invenção de Hugo Cabret, O Artista, Millenium – Os homens que não amavam as mulheres, só para citar alguns.

No entanto, os fatores que caracterizaram o ano no cinema foram:

1.a busca pelo passado, a ligação nostálgica com o que era bom (‘mas, será que realmente era bom?’ pergunta que expõe o tema central de Meia-Noite em Paris, de Woody Allen) e é vista claramenteem O Artista, O Espião que Sabia Demais, A Invenção de Hugo Cabret;

2.o sentimento (ou ausência dele, como em Drive) em doses exageradas e exuberantes como em Melancolia, A Pele Que Habito, Rango e, transcendendo os sentidos e entrando no campo da sinestesia, A Árvore da Vida;

Por tudo isso, 2011 é um ano em que seus filmes (mais do que nunca) não devem ser analisados separadamente. A análise do conjunto dá uma visão mais clara do que estamos pensando e querendo como sociedade.

Eis a lista:

TOP #10 de 2011

1 – Drive (Drive), de Nicolas Refn

 

2 – O Espião que sabia demais (Tinker Tailor Soldier Spy), de Thomas Alfredson

 

3 – Melancolia  (Melancholia), de Lars Von Trier

 

4 – Toda Forma de Amor (Beginners), de Mike Mills

 

5 – A Árvore da Vida (The Tree of Life), de Terence Mallick

 6 – Habemus Papam, de Nanni Moretti

7 – A Separação (A Separation), de Asghar Farhadi

8 – Rango, de Gore Verbinski

9 – A Pele Que Habito (La Piel Que Habito), de Pedro Almodovar

10 –X-Men Primeira Classe (X-Men First Class), de Matthew Vaughn

  • Melhor filme: Drive
  • Pior Filme do Ano: Inquietos (Restless);
  • Melhor diretor:  Nicolas Refn (Drive)
  • Melhor roteiro:  O Espião que sabia demais
  • Melhor ator: Jean Dujardin em O Artista
  • Melhor atriz: Kirsten Dunst em Melancolia
  • Melhor ator coadjuvante: Andy Serkis em Planeta dos Macacos
  • Melhor atriz coadjuvante: Shailene Woodley em Os Descendentes
  • Melhor elenco em obra cinematográfica:  Carnage
  • Melhor fotografia: A Árvore da Vida
  • Melhor animação:  Rango;
  • Melhores efeitos especiais: A Invenção de Hugo Cabret (Hugo)
  • Filmes Mais Superestimados:  O Homem que mudou o Jogo (Moneyball), Histórias Cruzadas (The Help), Missão Madrinha de Casamento (Bridesmaids)

– Menções honrosas (ou, “outros bons filmes do ano”):

Tudo Pelo Poder (The Ides of March), O Artista (The Artist), O Abrigo (Take Shelter), A Invenção de Hugo Cabret (Hugo), Like Crazy (Like Crazy), Carnage (Carnage), Margin Call – O dia antes do fim (Margin Call), Meia-noite em Paris (Midnight in Paris), Passe Livre (Hall Pass)

– Filmes com grande potencial mas que eu não assisti (ou, “o mea culpa”):

Shame, O Palhaço, In Darkness, Young Adult, Pina, Chico & Rita.

 

 

Anúncios

Oscar: As músicas, as animações e os filmes estrangeiros

leave a comment »

Melhor filme de animação  –

  • Coraline
  • O Fantástico Sr. Raposo (Fantastic Mr. Fox)
  • A Princesa e o Sapo (The Princess and the Frog)
  • The Secret of Kells
  • Up – Altas Aventuras (Up)

Quem vai ganhar: Up.

Por que ?  Por ser muito óbvio (é a única animação indicada a melhor filme, na disputa geral). É um grande filme, que ousa e convence na simplicidade de falar sobre um tema tão profundo (e que bela primeira cena !). Mas, tenho medo que com o tempo a Academia fique tão cega que sempre vote Pixar pelo status das suas realizações (‘Ratatouille’, ‘Wall-E’, entre outros).  Essa é uma categoria onde tirando o ‘Secret of Kells’, que não vi, tem ótimos filmes, principalmente ‘Coraline’ e ‘Fantástico Sr. Raposo’, este último seria o meu voto por ser absurdamente simples mas fascinante. Enfim, ‘Up’ ganhará com méritos, obviamente, mas tenho a sensação que tivemos um ótimo ano no gênero. Um possível voto seria em ‘Mary an Max‘  (talvez a melhor animação do ano) mas que não figura na lista.

Melhor filme estrangeiro –

  • Ajami (Israel)
  • O Segredo dos Seus Olhos (Argentina)
  • O Leite da Amargura (Peru )
  • O Profeta (França)
  • A Fita Branca (Alemanha)

Quem vai ganhar: A fita branca.

Por que ?  Porque vem ganhando a maior parte dos prêmios, além de ser fenomenal em sua construção psicológica, onde as personagens são sujeitas à muitas barreiras, como a da religião e do período político alemão. Ressalto também o francês ‘O Profeta’, que para mim, está no mesmo nível que o filme alemão e retrata o dia-dia numa prisão francesa controlada de dentro por mafiosos e de forma mais profunda questiona o problema xenofóbico do povo francês em aceitar os imigrantes árabes que hoje sustentam a economia do país. Em resumo, são dois filmes que merecem serem vistos e que estariam indicados a melhor filme, caso fossem norte-americanos.

Melhor canção –

  • “Almost There” – A Princesa e o Sapo (The Princess and the frog)
  • “Down in New Orleans” – A Princesa e o Sapo (The Princess and the frog)
  • “Loin De Paname” – Paris 36
  • “Take it All” – Nine
  • “The Weary Kind” – Coração Louco (Crazy Heart)

Quem vai ganhar: “The Weary Kind’ Coração Louco.

Por que ?  Porque dentre os indicados é a única que se salva e tem brilho próprio.

Melhor trilha sonora –

  • Avatar
  • O Fantástico Sr. Raposo (Fantastic Mr. Fox)
  • Guerra ao Terror (The Hurt Locker)
  • Sherlock Holmes
  • Up – Altas Aventuras (Up)

Quem vai ganhar: Up.

Por que ?  Pelo reconhecimento a Michael Giacchino (que assina outras trilhas importantes, como a de ‘Os Incríveis’ e faz toda a trilha sonora expetacular do seriado ‘Lost’) mas que nunca foi premiado. É uma trilha muito boa, que dentre os candidatos só está no mesmo nível do ‘Fantástico Sr. Raposo’. Porém, faço um singilo comentário agora: a melhor trilha do ano é a de ‘Amor sem escalas’ (‘Up in the Air’) que, por não ter sido composta para o filme não concorre.

Written by _ricardo

05/03/2010 at 01:53

%d blogueiros gostam disto: