Blog do @_ricardo

Cinema, economia, música e atualidades convergem aqui

Posts Tagged ‘best

Os melhores discos de 2011 – parte 2 de 2 (10º ao 1º)

with one comment

No post anterior você conferiu a primeira parte da lista dos 20 melhores discos de 2011. Agora é a vez da última parte.

*alguns dos vídeos das músicas só podem ser vistos no Youtube, devido a questões de direitos autorais. Mas, é bem simples: é só clicar em “Assista no Youtube” que você será redirecionado a página para ouvir a música.

 —

10. “Wouned Rhymes”Lykke Li – toda a tristeza do mundo na voz da jovem cantora que sabe usar isso de forma contagiante. Impressionantes composições !

9. “Father, Son, Holy Ghost“, Girls – uma volta ao passado no rock. Nostálgico no nível máximo da escala indie. Algum DJ se anima a tocar na balada? Me avisa que eu vou.

8. “Helplesness Blues“, Fleet Foxes – o disco mais “bonito” do ano. Parece ter saído direto de um filme de Wes Anderson.

7. “Yuck“, Yuck – rock despretensioso, carregado de indignação e abusando de distorção. De repente, quando menos percebe, ele se torna um excelente disco, and it’s fabulous when it happens !

6. “Bon Iver“, Bon Iver – pegar a estrada numa tarde de domingo nunca mais será o mesmo após ouvir esse disco. Inspirador sem ser enganoso ou ilusório.

E o TOP 5 !!!

5. “What did you expect from Vaccines“, The Vaccines – um dos discos mais aclamados no mundo musical. Antes de ser lançado já contava com um grande hype. E foi compensado com um dos melhores discos do ano. Rock na essência.

4. “Smoke Ring For My Halo“, Kurt Vile – aproximando suas composições rock com uma leve (quase irreconhecível) batida country, Kurt Vile surpreende pela originalidade em cada uma das 12músicas.

3. “The English Riviera“, Metronomy – excelente uso dda house music nesse rock, com grandes raízes no pop. Uma “salada de frutas” com excelente sabor.

2. “Let England Shake“, PJ Harvey – uma das grandes artistas da atualidade presenteia 2011 com essa obra-prima, resultado de suas angústias mais intensas. Cuidado: ao escutá-lo você corre o risco de acabar repensando toda a sua vida.

1. “Collapse into Now“, R.E.M – o disco de despedida da lendária banda de rock. Uma obra prima pela energia das suas músicas e pela clareza com que são apresentadas, contando a história do colapso (seria o fim da banda?) numa visão bem positivista mas sem nenhum clichê.

Agora é a vez de você fazer a sua parte: comentar aqui noo blog e dizer o que achou das escolhas feitas. Você pode perceber que foi levado em conta o álbum como um todo, por isso discos do Foo Fighters, Arctic Monkeys, Kooks, Radiohead não entraram; tem boas músicas isoladamente.

E, que venha 2012. O que esperar do próximo ano em termos musicais ? Para saber, continue visitando o blog.

Written by _ricardo

23/12/2011 at 13:15

Resumo de Cannes 2011 – Principais filmes

leave a comment »

Depois da semana de exibições de filmes no Festival de Cannes, com a premiação (no júri presidido por Robert De Niro) e comentários da crítica especializada, apresento aqui os principais filmes que você deve ficar de olho, pois Cannes, muito mais que o Oscar (e outros prêmios) é realmente uma celebração a arte, deixando o business e lobby da indústria cinematográfica de lado.

Drive – filme que mais empolgou durante todo festival e levou o prêmio de melhor diretor (para Nicolas Hefn). Conta a história de um dublê (Ryan Gosling, em excelente fase) que usa suas habilidades para crimes.

A árvore da vida (The Tree of Life) – ganhou o prêmio de Melhor Filme (Palma de Ouro). Dirigido pelo  mestre Terrence Malick, com Brad Pitt e Sean Penn tem tudo para ser um dos favoritos ao Oscar de melhor filme em 2012. Em Cannes, quem viu, saiu dizendo que era a “melhor coisa já vista” ou “a pior”. Um genérico “ame ou odeie”. Enfim, é o meu favorito entre todos os filme do ano.


Melancholia – deu prêmio de melhor atriz a Kirsten Dunst e causou polêmica pelas declarações de seu diretor. Virou notícia em todo o mundo. Quanto ao filme,  o trabalho de Lars von Trier segue sua sina intimista e, olha a ironia, melancólica. Não é um filme para o grande público.

La Havre – um dos favoritos para a Palma de Ouro, perdeu na última hora. Do cultuado diretor Aki Kaurismäki.


A Pele que habito (La piel que habito) – um dos melhores filmes de Pedro Almodóvar, que se lança no gênero terror com sucesso.

O Garoto da Bicicleta (Le gamin au vélo) – do cultuado diretor Jean-Pierre Dardenne, conta a história de um garoto que é abandonado pelos pais e passa pela mão de vários tutores.

O Artista (The Artist) – deu prêmio de melhor ator a Jean Dujardin. Tem ainda no elenco, John Goodman e James Cromwell. A história de um ator na Hollywood da década de 1920. Esse filme ainda vai dar muito o que falar na corrida do Oscar, fique de olho.

Meia-noite em Paris (Midnight in Paris) – o novo filme de Woody Allen. Melhor recebido pela crítica que os últimos do cineasta (que já eram bons). Não estava competindo pelos prêmios, apenas teve exibição em Cannes. A história de um escritor em decadência que decide ir a Paris buscar inspiração. Com Owen Wilson, Marrion Cotillard e Rachel McAdams. 


This must be the place – filme do italiano Paolo Sorrentino traz Sean Penn como um roqueiro acabado, de 50 anos, que decide procurar o seu pai, um nazista. Não foi premiado no festival mas é consenso que a atuação de Sean Penn vale uma indicação aos principais prêmios do ano.

Omiti desta lista vários filmes, que certamente (e infelizmente) “morrerão” no ano, isto é, terão estreia limitadas e provavelmente nem virão ao Brasil. Quiça em DVD.

Outro caso curioso é o do filme Footnote, que ganhou prêmio de melhor roteiro, mas foi muito criticado. A única ressalva foi o roteiro. Mas a obra em si, passa batido perto dos outros desta lista.

Os 10 melhores filmes e programas de 2010 segundo a AFI

leave a comment »

Já é rotineiro que a cada ano, sempre na metade de dezembro a AFI (American Movie Institute), a maior (e mais respeitada) associação de crítica e formação de cineastas do mundo, divulgue sua lista com os 10 melhores programas de TV e 10 melhores filmes do ano.

A música de fundo é a habitual dos vídeos da AFI mas, mesmo assim, com uma edição bem bacana, o vídeo sempre faz quem assiste ele querer sair correndo para o cinema.

Veja o vídeo dos melhores de 2010:

 

 

Meus comentários:

  1. Que ano excelente para os filmes! Diferentemente dos últimos 3 anos, faltou lugar para colocar ‘O Discurso do Rei‘ na lista. Mais uma vez: nesse ano podemos ver a polarização entre 2 títulos (ao que tudo indica, A Origem e A Rede Social), mas temos 11 (ou mais) grandes filmes.
  2. A lista de séries é mais polêmica, e eu mexeria em umas 4 ou 5 séries. As surpresas são Big C (discordo) 30 Rock, achei muito digno a série estar nela, pois conseguiu recuperar a qualidade dos seus textos. A presença de The Walking Dead serve mais como um incentivo para os canais apostarem em temáticas não tradicionais, pois a série oscilou muito entre bons e maus episódios numa temporada que só tinha 6 episódios. O mesmo vale para Glee, que inegavelmente não tem a mesma qualidade de texto que Modern Family, por exemplo, e apela aos clichês, mas é encabeça uma nova frente nas séries de comédia. Ademais, as mesmas de sempre estão na lista, por exemplo, as duas melhores séries da TV há um bom tempo: Mad Men e Breaking Bad.
  3. As miniséries The Pacific e Temple Grandin se destacaram tanto que apareceram na lista da TV. Merecidamente.

 

E você, gostou dessa escolha da AFI ?

Written by _ricardo

13/12/2010 at 23:34

Os melhores filmes da década de 2000

leave a comment »

Tão comum quanto fazer listas  nessa época do ano é lista dos melhores da década, já que amigos, para encerrar a discussão: no dia 1º de janeiro iniciamos uma nova década.

Escolhi os 30 melhores filmes que vi, produzidos desde 2000, e os ordenei conforme eu achava que merecessem. Percebi que devia ter visto mais filmes europeus, que a partir do 15 ou 16 vejo alguns defeitos nos filmes (mas nada que os tirem dessa lista) e que a década podia ter sido melhor, como a passada, mas só de ler e reler os 10 primeiros fico feliz em ser contemporâneo deles.

A lista resultante foi a que se segue:

  1. Sangue Negro
  2. Ratatouille
  3. O Labirinto do Fauno
  4. O Senhor dos Anéis: A trilogia
  5. Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças
  6. O assassinato de Jesse James pelo covarde Robert Ford
  7. Onde os Fracos Não Tem Vez
  8. Boa Noite e Boa Sorte
  9. Batman: O Cavaleiro das Trevas
  10. O Lutador
  11. E aí, meu irmão, cadê você?
  12. Gran Torino
  13. Superbad: A hora é essa
  14. Pequena Miss Sunshine
  15. Borat
  16. Once: Apenas uma vez
  17. Marcas da violência
  18. Não estou lá
  19. Sin City: A Cidade do Pecado
  20. Cidade de Deus
  21. Encontros e desencontros
  22. Quase Famosos
  23. Zodíaco
  24. Distrito 9
  25. O Último Rei da Escócia
  26. Senhores do Crime
  27. Bastardos Inglórios
  28. Sobre Meninos e Lobos
  29. Entrando Numa Fria
  30. Os Infiltrados

Obs.:

1 – Sangue Negro, para mim, se consolida como um Cidadão Kane da última década. Magistral!

Written by _ricardo

09/01/2010 at 13:32

%d blogueiros gostam disto: