Blog do @_ricardo

Cinema, economia, música e atualidades convergem aqui

Review: I Love You, Man

leave a comment »

Chame seu pai, sua mãe e seus amigos para ver I Love You, Man ou Eu Te Amo, Cara pois é fato que todos gostarão. O filme norte-americano desse ano que já está chegando em DVD traz a volta do diretor John Hamburg, mais conhecido pelos filmes Entrando Numa Fria (I e II) e que desde esses filmes não emplacava nenhum sucesso.

Com a proposta de mostrar a vida de um noivo desesperado (Paul Rudd) à procura de um homem para ser seu amigo (Jason Segel) para convidá-lo a ser padrinho, Hamburg faz um filme leve com todos clichês que tem direito na tradicional fórmula holliwoodiana dos 90min (apresentação dos personagens > clímax > anticlimax > grand finale).

Após conhecermos a vida do protagonista, personagem de Rudd, percebemos a pressão que é imposta sobre ele para fazer amigos e seu sucessivo fracasso nessa tarefa começam a refletir no trabalho e no relacionamento com a noiva e futura esposa. Depois de uma série de frustrações na sua missão (que inclui um beijo não correspondido de um gay) aparece a figura de Jason Segel como uma personagem cativante, de que até o espectador tem vontade de ser amigo. É esse lado carismático e canastrão de Segel que faz o filme ser bom apesar de erros de roteiro. Permeado de muita cultura pop, que vai desde a menção da qualidade da HBO (“it’s not TV, it’s HBO”) a comentários de Lost, nos aproximamos do enredo e do perfil das personagens.

Muito se comparou a direção de Hamburg ao estilo Judd Appatow (de O Virgem de 40 anos e Ligeiramente Grávidos) mas não há fundamentos nessa analogia. A direção do filme é muito semelhante a de um episódio de alguma série de TV: bem dinâmica, com tomadas rápidas quando há adrenalina, porém com certo distanciamento das personagens e grande número de tomadas com câmera sempre na mesma cota/altura. Por isso tudo, embora não chegue a se destacar, o trabalho de Hamburg não compromete o filme.

As atuações do cast, de modo geral, são fracas. Mas o que vale realmente ressaltar são boas cenas  iniciais de Segel, enquanto este está a recém conhecendo Rudd, pois no decorrer do filme ele vai perdendo a mágica e cai na mesma interpretação que faz na série HowI Met Your Mother. Ao contrário de Segel,  Paul Rudd vai crescendo no filme e tem uma atuação bem consistente que lhe vale até uma ótima interpretação de Borat. A participação de Lou Ferrigno, o eterno Incrível Hulk, torna o filme mais expressivo enquanto ainda não temos  Rudd e Segel interagind em tempo integral.

Um dos grandes pecados do filme é o roteiro com pequenos furos (afinal, que vendedor não gostaria de ter um outdoor com seu nome no centro de Los Angeles ?!!) e exageros em algumas personagens (a amiga da noiva e o núcleo gay) que costumam estragar qualquer comédia. Além disso, o final piegas e previsível mostra um nível de ficção no desenrolar da narrativa que transforma o filme apenas num passatempo e não numa lição de vida – embora o roteiro tenta transmitir isso mesmo.

Talvez, um dos pontos mais positivos do filme é a sua trilha sonora, que desde o início surpreende com boa escolha das músicas e edição/mixagem. Não podia deixar de falar da banda Rush que une a dupla de amigos: as músicas – por mais rock e pesadas que possam ser – são colocadas na medida, em versões mais leves, agradando a fãs de Rihanna a Sepultura. Uma pequena mostra disso é a cena abaixo:

Ao aparecer dos créditos percebemos que vimos apenas mais um filme, mas não desperdiçamos o tempo com nenhum lixos do  cinema. O que vale mesmo para esse filme é assití-lo acompanhado para dar algumas risadas e, quem sabe achar uma distração num dia chuvoso.

Nota: 8/10

Anúncios

Written by _ricardo

15/08/2009 às 16:12

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: