Blog do @_ricardo

Cinema, economia, música e atualidades convergem aqui

Lost Season 5 Finale – repercussão do episódio ‘The Incident’

with 3 comments

SPOILERS para quem ainda não viu o final da 5ª temporada de Lost !

Eis que só em janeiro de 2010 conheceremos o desfecho da mitologia e trama da série que fascina o mundo: Lost. Impossível ver esse final de temporada e não querer pesquisar mais sobre ele e querer compartilhar opiniões.

Então, antes de fazer um post com meus modestos comentários deixo isso aos especialistas:

incidentO que repousa na sombra da estátua ?

R.:ille qui nos omnes servabit (ou em português,ele que vai proteger todos nós)

CRÍTICOS NACIONAIS

Ana Maria Bahiana, Blog Ana Maria Bahiana

“(…)o final da 5a temporada de Lost é imperdível. Num momento em que o cinemão domina e, por puro medo, produtores de todos os tamanhos preferem apostar apenas no mais banal e redundante, é uma alegria ver uma peça de dramaturgia de TV com o nível de complexidade, riqueza e ambição filosófica deste último episódio, The Incident. E tudo muito bem disfarçado de entretenimento pop – mas desafiando e estimulando nossos cansados neurônios.”

Pablo Villaça, do Cinema em Cena

“Absurdamente tensa, a construção do episódio. Passei os 84 minutos de duração com o coração acelerado, esperando que algo impactante e trágico fosse ocorrer.É interessane como todos em “Lost” afirmam ser “os mocinhos”O momento final entre Sawyer e Juliet foi tocante e o melhor momento de Josh Holloway na sérieMichael Emerson é impressionante: pode ficar calado o episódio inteiro, mas quando abre a boca rouba o show.”

Carlos Alexandre Monteiro, do Lost in Lost

“De forma surpreendente, logo em seu início “The Incident” não só nos apresenta um dos personagens mais importantes da saga como nos revela que ele, Jacob, possui um oponente à sua altura.(…)”The Incident” nos deixou assim: perdidos nos limites entre destino e livre arbítrio, sem saber até que ponto a liberdade de agir confirma ou destrói o que estava escrito para acontecer.”

Cláudia Croitor, do Legendado

“..se tem uma coisa que essa gente de Lost sabe fazer é episódio final. Muitos acontecimentos, muitas revelações, novos mistérios no ar e um gancho final.”

Davi Garcia, Dude, we are lost

” The Incident, não tenho dúvidas, certamente é dentre todos os finais de temporada, o com maior potencial para dividir opiniões. Rico em desenvolver a mitologia da série (além de Jacob vimos como era a estátua afinal; tivemos dica sobre os motivos de Alpert não envelhecer; sobre qual seria o papel de Illana e Bram na ilha e por aí vai) e em surpreender e chocar, fato é que o episódio lança mais perguntas do que respostas. E como se isso já não bastasse para testar (ainda mais) a paciência de todos nós, os roteiristas se deram ao luxo de encerrar o episódio deixando totalmente em aberto as resoluções e os destinos de quase todos aqueles personagens, o que inclusive nos remete à sensação deixada com a abertura da escotilha no final da temporada de estreia da série. Seja lá como for, com ou sem respostas, o que eu posso afirmar com muito entusiasmo é que amei “The Incident” e o encerramento do penúltimo arco da série. Nessa temporada como destacava a tagline, o destino nos chamou. Em 2010, como já revela o vídeo que você confere logo abaixo, ele será conhecido.”

Thiago Sampaio, Tati Leite, Mica, Paulo Fiaes, Tele Séries

“Mas The Incident ultrapassa as expectativas: ao mesmo tempo em que avança e desenvolve a história da série, ele perturba, deixando mais perguntas do que nunca na cabeça do telespectador – perguntas estas que só terão resposta quando a série retornar para o seu sexto e último ano, em janeiro de 2010(…)Lost sempre se sobressai com sua premissa impecável, que apesar de uma ou outra adaptação durante seu percurso, é sim planejada com antecedência. Prova disso são seus perfeitos finais de temporada. Bem, perfeitos não: eu já disse: há suas falhas… Mas os momentos de perfeição acontecem.”

Camila Saccomori, Fora de Série

”Uma season Finale épica. Não há quem vá discutir isso. É impossível acompanhar LOST anos a fio e chegar no dia de hoje (ou em 16 de junho, quando o final passar no AXN) sem ficar de queixo caído. É impossível não correr para a internet para pesquisar, ler, trocar ideias e palpitar sobre que diabo foi tudo isso em pouco mais de 1h30min de episódios. E há uma profusão de teorias e pensamentos para explicar o que tudo isso significou.”

Bloga na tv, Blog NaTV

“A série foi evoluindo e, a cada episódio de cada temporada, tínhamos mais certeza de que ela não era nada do que imaginávamos. Ainda hoje, ao assistir a episódios inéditos de Lost, temos mais certeza de que não temos certeza de nada. Isso nos deixa impotentes. E é isso que faz com que fiquemos tão impressionados com as revelações e acontecimentos de final de temporada, como aconteceu essa semana.(…)Parte do roteiro dessa season finale daria um ótimo final para a série. Jack explodindo a bomba e todo mundo desembarcando feliz em Los Angeles(…)Darlton sabe mesmo fazer uma season finale.”


CRÍTICOS INTERNACINAIS

TV Squad
“A ideia de que realmente viemos a conhecer Jacob ainda é incrivelmente fascinante. O fato de que ele estava na ilha antes do Black Rock encalhar é ainda mais intrigante. E descobrir que ele andou conferindo Kate, Sawyer, Sayid, Illana, Jin, Sun, Jack, Locke, Hurley? (…) Está começando a ficar claro a qual “guerra iminente” Charles Widmore se referia”.

TV Watch (EW, Jeff Jensen)
“the Ultimate Other of Lost became incarnate in last night’s exhilarating, heartbreaking, and I can’t believe they ended it THERE! infuriating season finale, entitled ”The Incident.”(…..)Uma teoria: Miles estava completamente correto quando sugeriu a Jack que a bomba de hidrogênio suicida poderia ser o próprio ‘incidente’ que ele tentava prevenir – que não haveria um ‘refazer’ da história. Ao mesmo tempo, o cientista maluco Daniel Faraday estava correto em sua teoria da ‘variável humana’. (…) Como resultado da explosiva Jughead, a história foi resetada. A Cisne nunca foi construída, o voo Oceanic 815 nunca caiu. Mas a maneira e a forma pela qual a nova linha do tempo será determinada pelos ex-náufragos, graças aos dois presentes dados a eles por Jacob no final: uma segunda chance – e a liberdade de criarem seus próprios destinos.”

Dark Ufo (Erika Olson)
“Na primeira cena, aquela com o homem que viríamos a saber depois ser Jacob (vestido de branco) e o outro cara (vestido de preto), meu marido disse: ‘Isso é exatamente como Dogma’. E eu disse: ‘O que?’ Para aqueles que nunca viram, Dogma é um filme de Kevin Smith. Pois então, em Dogma há dois anjos (Ben Affleck e Matt Damon). Um é simpático aos humanos, o outro é o Anjo da Morte ou algo assim. Isso me fez começar a pensar em Jacob e o Anti-Jacob.

TV.Com (Tim Surette)
“Por que Jacob está visitando a todos no passado? Vou dar algumas respostas aqui. Quando ele visita Kate, ele sugere a ela que ‘seja boa’. Quando visita Sawyer, ele diz para o menino não terminar a carta (basicamente, que desista da sua busca por vingança). Se os dois tivessem seguido o conselho, suas ações não os levariam à ilha. Estaria Jacob tentando prevenir que eles estivessem no Oceanic 815? Por outro lado, ele salva a vida de John ao dar a ele uma razão para voltar à ilha. Jacob também é responsável pela morte de Nadia, o que coloca Sayid em curso de volta à ilha. É ele também quem indica a Hurley como pegar o voo da Ajira.”

The Watcher (Maureen Ryan)
“Seriam os dois caras na praia Deus e o Diabo? E se são, quem é quem? Ou são apenas dois homens, um dos quais é mortal? Será que Jacob é um anjo? Ou é o anjo da morte? Seriam eles todos parte de uma tapeçaria maior sendo feita por outra pessoa que não é Jacob? Quando Ilana pergunta a Richard o que repousa na sombra da estátua, sua resposta em latim é ‘aquele que nos salvará’. (…) Algumas coisas da season finale me incomodaram, mas tudo relacionado a Jacob e seu adversário sem nome me deixaram intrigada. Uma coisa na qual vou pensar nos próximos meses é a ideia de que a coisa é muito maior do que pensamos. É maior que Dharma x Os Outros, Ben x Widmore, Ben versus Locke, Os Losties x Os Outros, o futuro x o passado.

TV Dependente
“Parece que a luta titânica entre Widmore e Ben não será assim tão grande quando comparada com esta nova vertente da mitologia introduzida neste episódio. O início revela-nos que Jacob é na realidade uma pessoa, aparentemente, como as outras, de carne e osso. Regressamos ao passado, voltamos a ver a estátua e, muito provavelmente, o Black Rock na linha do horizonte e conhecemos duas personagens, dois homens. Um deles, Jacob. O outro, ainda um mistério. Pela conversa inicial entre ambos, ao longo dos tempos Jacob começará a trazer pessoas para a ilha de forma a provar que os humanos são algo mais do que um ciclo de destruição. O outro homem discorda e revela que há muito que o ambiciona matar, dando a entender que isso algo que não pode ser feito com facilidade.”

Anúncios

Written by _ricardo

16/05/2009 às 11:00

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Para mim a serie tornou-se agora metafísica. Existe claramente mitologia egípcia, gente imortal e deuses na ilha.

    A ilha afinal talvez seja um local onde se passa um passatempo entre dois deuses que se desafiam mas que não se atingem directamente. Talvez não o possam fazer até… mas que o desejam. E como entediados que estão, “jogam” o seu xadrez-humano sofisticado como um desafio para se atingirem -facto que parece já o fazerem há muito tempo. Para o fazerem têm de ter “soldados” manipulados para tal suceder.

    Ao ver Jacob durante toda a sua actuação, a ideia que me dá dele é que Jacob será afinal o lado do Mal (reparem qual é a sua casa: a estátua de Anubis, ). Aquele que quer ver o “progresso” das jogadas.

    É o que penso: o outro deus, que surge no inicio a falar com Jacob, será o fumo negro!
    O mesmo que tem ajudado Ben a proteger a ilha (quando mataram a filha o fumo atacou violentamente os soldados) e que pode ocupar corpos dos que morrem (Locke, o pai de Jack ou Claire).

    Mais aqui: http://armpauloferreira.blogspot.com/2009/05/lost-perdidos-so-os-deuses-sabem-como.html

    Não há dúvida: Lost é enigma sobre enigma e só em 2010 saberemos como acabam. Até lá só os deuses sabem…

    ArmPauloFerreira

    19/05/2009 at 07:01

    • concordo com a linha geral do seu comentário.
      dessde a primeria temporada sempre pensamos que Lost era uma série sobre pessoas perdidas nm espaço geográfico.Mas essa 5ª temporada e especialmente o season finale nos deu a confimração de que o ‘Perdidos’ a que o nome se refere é a condição filisófica de cada personagem. Assim a questão é retomada entre DestinoXLivre arbítrio, questão central da maioria das religiões, e não há um lado certo ou bom ou errado. O que existem são escolhas !

      _ricardo

      19/05/2009 at 20:12

  2. Muito legal essa compilação de opiniões! Parabéns!

    Funkster

    03/06/2009 at 11:57


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: